Sindicato dos Trabalhadores na Indústria Cinematográfica e do Audiovisual dos Estados de São Paulo, Paraná, Rio Grande do Sul, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, Tocantins e Distrito Federal.

Voltar
Notícias
publicado em 22/11/2017 - Notícias

Seminário de Segurança em Filmagens marca mudança profunda no setor de audiovisual

O 1º Seminário de Segurança em Filmagens, realizado pelo Sindcine, conseguiu alcançar todos os objetivos a que se propôs, dos quais o mais importante foi reunir à mesma mesa técnicos de cinema, produtoras e poder público para discutir uma questão fundamental: proteger a saúde e integridade física de quem cria espetáculos de audiovisual. 

 Durante os dois dias do evento (16 e 17 de novembro, no Leques Hotel em São Paulo), cerca de 200 pessoas estiveram na plateia das mesas de debate, para ouvir os especialistas discutirem temas como risco, responsabilidade, prevenção e propostas para aperfeiçoamento da segurança. Além do Sindcine, estiveram presentes representantes dos Bombeiros, do Ministério Público do Trabalho, CET, SP Film Commission, seguradoras, produtoras e outros. Veja programação completa abaixo. Toda a renda do público pagante será destinada à família de Cacá e Chicão, técnicos de cinema vítimas de acidente em agosto deste ano. O valor total é R$ 4.250.

“As pessoas acordaram para a questão da segurança”, diz Sonia Santana, presidente do Sindcine, “conseguimos reunir os agentes da indústria cinematográfica para debater, em um clima produtivo e amistoso, o que fazer para melhorar a situação”.

Ela lamenta a ausência de representantes das agências de publicidade e anunciantes, que têm uma responsabilidade clara e estabelecida por lei sobre os trabalhadores que atuam na produção de suas peças de publicidade e outras. “Seria importante que, a partir de agora, as agências fossem mais cuidadosas na avaliação da capacitação das produtoras que contratam”, diz Sonia, “porque economizar pagando preços irreais pode significar um grande prejuízo em termos de vidas, saúde e imagem das empresas”. Para ela, é incompreensível que, no século da sustentabilidade e responsabilidade social, agências e clientes continuem fazendo pechinchas sem se importar com as consequências.

Para Alvaro Brito, secretário geral do Sindcine, membro da Astim (Associação dos Técnicos em Iluminação e Maquinária) e gaffer, a oportunidade de reunir técnicos, produtoras e poder público criou um clima de discussão muito positivo. "Havia essa demanda por discutir segurança", comenta.  Para ele, o clima pacífico dos debates sinaliza que os técnicos não estão em conflito com as produtoras e que é possível buscar soluções juntos. “Só não se pode admitir produtoras aventureiras, que trabalham na base do improviso e colocam a vida dos técnicos em risco”, completa.

Com as propostas e informações colhidas durante o evento, o Sindcine já começa a preparar a próxima edição do Seminário de Segurança em Filmagens, que deve acontecer já em agosto de 2018, em homenagem à data do acidente que vitimou os colegas Cacá e Chicão.

(fotos podem ser baixadas do site do Sindcine)


PROGRAMAÇÃO

1º dia - 16/11

Abertura

Presidente do SINDCINE - Sonia Santana;

Presidente da Apro - Paulo Schmidt;

Dirigente do Siaesp - Paulo Dantas.

 

9h30 - Mesa 1 - Conceituação de Risco/Condutas de Risco

Nesta mesa, pretendemos conceituar o risco de uma forma geral, bem como demonstrar práticas para mitigar a exposição ao perigo. Também vamos tratar da questão da conscientização dos técnicos. Além disso, será abordada a legislação relativa à segurança do trabalhador.

Mediador - Alvaro Brito (Secretário-geral do SINDCINE e gaffer).

Debatedores:

Capitão Curioni e Major Coste - Bombeiro Militar;

João Cunha - Abracopel (Associação Brasileira de Conscientização para os Perigos da Eletricidade);

Gerlando dos Santos – Astim (Associação dos Técnicos em Iluminação e Maquinária);

Marcelo Vazzoler - Vertical Pro (Empresa especializada em normas de trabalho em altitude - NR 35);

Ramiro Eli - Ultra Safe (Distribuidor de equipamentos de segurança, com demonstrações).

 

14h15 - Palestra Elenildo Queiroz Santos (Nildo) - Presidente do Diesat (Departamento Intersindical de Estudos e Pesquisa de Saúde e dos Ambientes de Trabalho).

 14h30 - Mesa 2 - Riscos Específicos e Riscos Iminentes em Sets de Filmagens

O debate tratará dos riscos específicos na produção, jornadas excessivas, filmagens em vias públicas e locais não autorizados, utilização de equipamento de proteção individual (EPIs). Profissionais de filmagens de risco, como produções subaquáticas e pilotagem de precisão, apresentarão técnicas de segurança.

Mediador - Lucas Pupo (Associado do Sindicato, especialista em filmagens subaquáticas).

Debatedores:

Daniel Celli - Diretor da São Paulo Film Comission - SPCine (Concentra autorizações para filmagens na cidade de SP);

Stanley Ostrower - Piloto de veículos de precisão; em filmagens/mergulho;

Júlio Fernando Paranhos e Paulo Gil Fernandes Boaventura - CET (Companhia de Engenharia de Tráfego);

Kátia Pelaes - Corretora GBI (Especializada em seguros de pessoas, eventos e equipamentos);

Wellington Pingo - Produtor Executivo (Produtor free lancer – produtor de grandes produções).

 

2º dia – 17/11

Abertura

Presidente do SINDCINE - Sonia Santana;

Mesa 1 – Responsabilidade Civil e Criminal/Contratação

Dano, responsabilidade subjetiva, dolo e culpa, culpa concorrente, responsabilidade objetiva, quantificação do dano, danos materiais, extensão do dano, acidente ou doença profissional, incapacidade (total e permanente, total e temporária, parcial e permanente, parcial e temporária), danos morais (conceitos jurídicos envolvidos na responsabilidade do contratante). A responsabilidade criminal no caso do acidente de trabalho. Ausência do suporte do INSS e a responsabilidade direta do empregador ou contratante.

Mediador - Dr. Marcelo de Campos Mendes Pereira (Advogado do SINDCINE)

Debatedores:

Gianfranco Pampalon - Ministério do Trabalho (Auditor Fiscal, especialista na NR 35);

Dr. Marcelo de Campos Mendes Pereira (Advogado do SINDCINE);

Juliana Santos - Seguradora Chubb (Especializada no segmento);

Gleice Aguillar - Corretora Prospecto (Especializada em seguro de pessoas, eventos e equipamentos;

Moa Ramalho - Produtor executivo (Produtor, editor de produção, associado da Bossa Nova Filmes).

 

Mesa 2 - Cultura de Segurança no Mercado

A atitude de todos os envolvidos no processo de produção precisa levar em conta, em todos os momentos, a questão da segurança. Assim, é necessário que clientes, agências, produtoras e profissionais adotem a cultura da prevenção.

Mediadora - Sonia Santana

Debatedores:

Mateus Basso - Apro (Associação dos Produtores); Representante do Siaesp (Sindicato da Indústria do Audiovisual do Estado de São Paulo);

Luiz Antonio Gerace Rocha e Silva - STIC (Sindicato dos Trabalhadores na Indústria Cinematográfica do Rio de Janeiro);

Júnior Malta - UDF (União dos Diretores de Fotografia);

Flávio Cunha - Locadora Top 35 (Locadora de equipamentos de câmeras);

Moa Ramalho - Produtor executivo (Produtor, editor de produção, associado da Bossa Nova Filmes).

Encerramento

Coquetel

 

Patrocínio

Apro

Bossa Nova

Cinecidade

Domo

Mixer

Movieart

O2 Filmes

Saigon

Stink

Prospecto

Chubb

Berkley

GBI

 

Apoio Institucional

Spcine

Siaesp

 

Parceria

ABAP

Astim

Acasp

Abracopel

Electrica

Hotel Leques

UDF

 

 


Sindcine é uma marca registrada. Todos os direitos reservados.