Painel do Associado
Seja bem vindo ao
PAINEL DO ASSOCIADO


Voltar
RECUPERAÇÃO
DE SENHA

Atenção, enviamos o e-mail de recuperação de senha para:

Por favor, verifique seu e-mail para recuperar sua senha.

Sindicato dos Trabalhadores na Indústria Cinematográfica e do Audiovisual dos Estados de São Paulo, Rio Grande do Sul, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, Tocantins e Distrito Federal.

Voltar
Notícias
publicado em 22/05/2020 - Notícias

COOPERATIVA DE CRÉDITO OFERECE AMPLO LEQUE DE VANTAGENS A BAIXO CUSTO

A diretoria do Sindicato segue na busca de parcerias que tragam benefícios concretos aos trabalhadores representados. Uma dessas iniciativas pode resultar em acordo com Sicoob-CredMetal, cooperativa de crédito que oferece amplo leque de vantagens.

Terça, dia 12, representantes da cooperativa e do Sindicato se reuniram na sede pra discutir eventual parceria. Participaram a presidente Sonia Santana, o advogado Marcelo de Campos Mendes Pereira, a assistente de diretoria Rosana Costa e Francisco Potye, gerente administrativo da nossa entidade. Pela CredMetal estiveram Milton Baptista de Souza Filho, presidente, e Mauro Lobiano Parra, diretor de serviços e benefícios.

Opções - Com mais de 20 anos em atividade, credenciada, autorizada e auditada pelo Banco Central, a CredMetal tem o chamado selo de “livre admissão”, pelo qual o BC autoriza que se associem pessoas físicas e jurídicas. Para ser cooperado da CredMetal basta o preenchimento do Pedido de Associação, com os dados pessoais e documentais.

Taxa - Diferentemente de um banco, onde a pessoa aporta dinheiro e paga, a cooperativa remunera por esse aporte. O valor mínimo é de R$ 30,00 por mês, o que dá ao cooperado acesso a crédito, financiamento, recompra de dívidas, consórcios, seguros, compras com descontos e uma série de outros benefícios.

Segurança - É natural que a pessoa pense na segurança de sua opção por uma cooperativa e na garantia de eventual valor aportado mensalmente. Para tanto, existe lei, que instituiu o Fundo Garantidor do sistema cooperativista. O Fundo garante valor de até R$ 250 mil.
A decisão foi estabelecida pela Resolução nº 4.150, de 30 de outubro de 2012, pelo Banco Central. Resolução: “Estabelece os requisitos e as características mínimas do fundo garantidor de créditos das cooperativas singulares de crédito e dos bancos cooperativos integrantes do Sistema Nacional de Crédito Cooperativo”.

Resgate - “Na cooperativa, o associado passa a ser cotista da CredMetal. Além de não pagar as tradicionais taxas bancárias por abertura e manutenção de conta corrente, a pessoa ainda resgata o valor corrigido”, explica o presidente Milton Baptista. O valor depositado pode ser resgatado pelo cooperado, caso queira. Ao final do exercício, a pessoa pode, se quiser, resgatar apenas os rendimentos.

Sonia - Nossa presidente comenta: “A crise do coronavírus agrava a situação financeira de profissionais e produtoras. Queremos, com a cooperativa, oferecer crédito rápido e mais barato ao trabalhador e também à produtora que precisar de recursos manter suas atividades. A CredMetal, para compras de equipamentos e maquinários, dispõe de acesso ao BNDEs, em condições vantajosas comparativamente ao mercado de crédito”.

Recompra - Um dos benefícios da CredMetal-Sicoob é a chamada recompra de crédito. Ou seja, a entidade recompra o montante da dívida do cooperado junto a banco ou financeira e passa a cobrar parcelas em juros menores que os de mercado.

Análise - O advogado Marcelo de Campos Mendes Pereira recebeu cópia de proposta de parceria e vai analisar seus aspectos técnicos e jurídicos. Ele diz: “Todo país desenvolvido tem um sistema cooperativo potente. O Brasil, infelizmente, está atrasado nessa matéria devido ao monopólio dos grandes bancos. Mas, hoje, as cooperativas de crédito já formam uma rede forte, que vai crescer, porque as vantagens são maiores”.

Série - Este texto abre uma série de matérias que o Sindcine vai publicar - no site e no Facebook - sobre cooperativas e suas vantagens.

Sindcine é uma marca registrada. Todos os direitos reservados.
Carregando . . .